Produção da Opep em setembro tem maior nível em 8 anos

quarta-feira, 12 de outubro de 2016 18:51 BRT
 

Por Alex Lawler

LONDRES (Reuters) - A Opep registrou um aumento em sua produção de petróleo em setembro para o mais alto nível em pelo menos oito anos e elevou a sua previsão para o crescimento da oferta em 2017 de não integrantes da organização, apontando para um excedente maior no próximo ano.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo produziu 33,39 milhões de barris por dia (bpd) no mês passado, de acordo com números da Opep coletados de fontes secundárias, alta de 220 mil bpd ante agosto, segundo relatório mensal da organização desta quarta-feira.

Os números sublinham o desafio da Opep na tentativa de conter a oferta pela primeira vez desde 2008, visando sustentar os preços.

"Os estoques estão perto de máximas de todos os tempos em todo o mundo", disse a Opep no relatório. "Embora nas últimas semanas, estes níveis elevados tenham sido ligeiramente reduzidos."

Para acelerar o reequilíbrio do mercado, a Opep concordou em uma reunião na Argélia em 28 de setembro em cortar o suprimento para entre 32,50 milhões bpd e 33 milhões de bpd. O grupo espera finalizar os detalhes, incluindo a quantidade que cada um dos seus 14 membros pode bombear, em uma reunião em novembro.

O relatório mostrou que o aumento da oferta em setembro veio principalmente da Líbia, Nigéria e Iraque, que tem questionado a exatidão dos números.

No relatório, a Opep também elevou sua previsão de oferta de fora da organização no próximo ano, dizendo essa extração subiria 240 mil bpd, um aumento de 40 mil bpd ante a projeção anterior devido a uma maior produção da Rússia.