Superintendência do Cade solicita mais informações sobre fusão da BM&FBovespa com Cetip

quinta-feira, 13 de outubro de 2016 20:30 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) declarou complexo o ato de concentração que trata da fusão da BM&FBovespa e da central depositária de ativos privados Cetip e solicitou mais informações, disseram as empresas nesta quinta-feira.

No entanto, a Superintendência-Geral do órgão antitruste entendeu que, no momento, não é necessária a ampliação do prazo de análise do caso, mantendo os 240 dias previstos para sua conclusão, de acordo com os fatos relevantes divulgados pelas empresas.

A requisição de análise do ato de concentração decorrente da combinação entre BM&FBovespa e Cetip foi protocolada no Cade em 28 de junho de 2016.

De acordo com as informações divulgadas pelas empresas nesta quinta-feira, a Superintendência-Geral do Cade determinou a solicitação ao Departamento de Estudos Econômicos do Cade de análise das eficiências decorrentes da operação apresentadas por BM&FBovespa; pediu informações adicionais acerca das condições de entrada nos mercados analisados e das regras de governança da companhia resultante.

As empresas disseram que vão continuar colaborando com o Cade para obter o aval para a fusão "no menor prazo possível".

Acionistas aprovaram em maio a compra da Cetip pela BM&FBovespa, em um dos últimos passos para a criação de uma plataforma integrada de estrutura de mercado operada por uma empresa avaliada em cerca de 40 bilhões de reais.

A conclusão da compra da Cetip, que foi anunciada em abril e calculada pelos compradores em cerca de 12 bilhões de reais, agora depende apenas de aval de órgãos reguladores.

(Por Paula Arend Laier)