J&J lucra mais que o esperado no 3o trimestre

terça-feira, 18 de outubro de 2016 14:59 BRST
 

Por Ransdell Pierson

(Reuters) - A Johnson & Johnson divulgou nesta terça-feira lucro trimestral melhor que o esperado e disse que a divisão de fármacos seguirá crescendo, apesar do lançamento de um rival para seu medicamento para artrite, o Remicade.

A Pfizer anunciou na véspera que vai começar as vendas nos EUA do Inflectra, biossimilar do Remicade, no fim de novembro, com um desconto de 15 por cento sobre os preços no atacado atuais da J&J. Com vendas anuais nos EUA de cerca de 5 bilhões de dólares, o Remicade é o produto mais importante da J&J.

Os biossimilares são cópias próximas e visam permitir uma economia em comparação com produtos de marca mais caros. O Inflectra já está disponível na Europa.

No terceiro trimestre, a receita da J&J subiu para 17,82 bilhões de dólares, ante 17,1 bilhões um ano antes.

O faturamento de produtos farmacêuticos saltou 9,2 por cento, para 8,4 bilhões de dólares, guiado por forte crescimento dos medicamentos contra o câncer Imbruvica e Darzalex, além do Xarelto, para afinar o sangue. As vendas de Remicade nos EUA saltaram 9,4 por cento.

As vendas globais de dispositivos médicos subiram 1,1 por cento, para 6,16 bilhões de dólares no trimestre, enquanto as vendas de produtos de consumo caíram 1,6 por cento, a 3,26 bilhões.

A J&J elevou a parte inferior da previsão de lucro para o ano de 2016, de 6,63 para 6,68 dólares por ação. A empresa manteve a parte superior da previsão em 6,73 dólares por ação.

O lucro líquido da empresa subiu para 4,27 bilhões de dólares, ou 1,53 dólar por ação, no terceiro trimestre, ante 3,36 bilhões, ou 1,20 dólar por ação, um ano antes.

Excluindo itens especiais, a J&J lucrou 1,68 dólar por ação. Analistas em média esperavam lucro de 1,66 dólar por papel e receita de 17,74 bilhões, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.