Nissan vai indicar Carlos Ghosn para presidir conselho da Mitsubishi, dizem fontes

quarta-feira, 19 de outubro de 2016 10:12 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - O presidente-executivo da Nissan, Carlos Ghosn, vai presidir o conselho de administração da Mitsubishi Motors depois que a segunda maior montadora de veículos do Japão em vendas comprou o controle da rival menor, afirmaram duas fontes à Reuters nesta quarta-feira.

Ghosn vai supervisionar uma montadora que espera prejuízo operacional de 28 bilhões de ienes (270,7 milhões de dólares) no ano que se encerra em março. O executivo também é presidente da francesa Renault.

As duas montadoras não decidiram quem será o presidente-executivo da Mitsubishi, afirmaram as fontes.

"Ele é um artista da recuperação de empresas. Isso é o que ele faz de melhor , disse o analista Christopher Richter, da CLSA.

A indicação "deve ser boa (para a Mitsubishi)", disse Yasuhito Hirota, vice-presidente executivo da Mitsubishi Corp. "Ele deve ser melhor que qualquer outro", acrescentou.

A Nissan anunciou em maio a compra de 34 por cento da Mitsubishi Motors por cerca de 237 bilhões de ienes depois que a Mitsubishi admitiu ter falsificado dados de quilometragem de quatro modelos de minivans, incluindo duas produzidas para a Nissan. Em, agosto, houve a descoberta de exageros de quilometragem em mais oito modelos.

(Por Maki Shiraki Naomi Tajitsu)