Carrefour tem alta nas vendas guiada por Brasil e França

quarta-feira, 19 de outubro de 2016 10:58 BRST
 

PARIS (Reuters) - A segunda maior rede de varejo do mundo, Carrefour, afirmou nesta quarta-feira que o crescimento das vendas se acelerou no terceiro trimestre, refletindo vendas fortes no Brasil e melhora de performance na França, seu maior mercado.

No Brasil, segundo maior mercado do Carrefour no mundo, as vendas subiram 12,4 por cento no terceiro trimestre sobre um ano antes. Já na França houve crescimento de 1,2 por cento, superando expectativas de analistas de alta de 0,6 por cento.

O Carrefour tem resistido à recessão no Brasil, pois vende principalmente alimentos no país e, portanto, é menos vulnerável à queda dos gastos dos consumidores. O Carrefour também está se beneficiando da renovação de alguns dos seus hipermercados no país e do desempenho robusto da bandeira Atacadão.

O varejista tem como rival na França o grupo Casino, controlador do Grupo Pão de Açúcar no Brasil e que teve desaceleração de vendas no trimestre.

No caso específico do GPA, a receita líquida no conceito "mesmas lojas" no terceiro trimestre também foi apoiada no segmento alimentar (Multivarejo e Assaí).

Nesse contexto, as vendas totais do Carrefour no terceiro trimestre somaram 21,78 bilhões de euros, levemente acima da mediana de estimativas de analistas de 21,71 bilhões, segundo pesquisa da Reuters.

Desconsiderando efeitos de calendário e vendas de combustíveis, houve crescimento na receita de 3,2 por cento ante alta de 2,7 por cento no segundo trimestre.

Na China, onde o Carrefour está reestruturando operações, a desaceleração do consumo continuou um desafio, mas o ritmo de queda nas vendas caiu para 7,8 por cento ante 9,3 por cento nos três meses imediatamente anteriores.

"Este foi um bom terceiro trimestre. Isso confirma o nosso bom começo de ano e a busca do impulso iniciado em 2012", afirmou o diretor de Finanças do grupo, Pierre-Jean Sivignon, em teleconferência.   Continuação...