Carf adia julgamento sobre uso de ágio em fusão da BM&FBovespa, após pedido de vista

quarta-feira, 19 de outubro de 2016 17:54 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - A Câmara Superior do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) adiou novamente, desta vez por pedido de vista, o julgamento do caso envolvendo a BM&FBovespa, no processo que trata da acusação de a bolsa ter usado critério fiscal equivocado na fusão que deu origem à companhia, em 2008, para pagar menos impostos.

Por isso, a empresa foi multada em cerca de 1,1 bilhão de reais. O Carf está julgando um recurso contra a multa.

Com o pedido de vista, o caso será julgado em novembro, na próxima reunião da Câmara Superior do Carf.

(Por Leonardo Goy)