BCE mantém taxas de juros e pode abrir caminho para mais afrouxamento em dezembro

quinta-feira, 20 de outubro de 2016 10:18 BRST
 

Por Francesco Canepa e Balazs Koranyi

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) manteve a taxa de juros e a orientação de política monetária nesta quinta-feira, mas pode abrir caminho para mais afrouxamento em dezembro conforme tenta sustentar uma aguardada recuperação nos preços ao consumidor.

Ao manter a taxa de juros em território negativo e o programa de compra de títulos de 80 bilhões de euros por mês, o presidente do BCE, Mario Draghi, deve enfatizar em entrevista à imprensa a contínua necessidade de estímulo monetário, reforçando as expectativas de uma prorrogação das compras de ativos para além do prazo final definido no próximo mês de março.

O BCE tem fornecido estímulo sem precedentes há anos com taxas baixas, empréstimos livres a bancos e mais de um trilhão de euros em compras de títulos, tudo na esperança de reanimar o crescimento e elevar a inflação de volta a sua meta de perto de 2 por cento

Em uma decisão esperada nesta quinta-feira, o BCE manteve sua taxa de depósito em -0,40 por cento, e a de refinanciamento em 0 por cento. Também deixou em 0,25 por cento a taxa de empréstimo.

Repetindo a orientação futura, o BCE acrescentou que continua a esperar que suas taxas de juros permaneçam nos níveis atuais ou mais baixos por um período prolongado de tempo, e bem além do horizonte das compras de ativos.

Para Draghi, o truque será manter a porta firmemente aberta a mais estímulos sem qualquer indicação de compromisso que possa afetar os mercados e levar a uma repetição da turbulência vista no ano passado, quando o BCE elevou as expectativas alto demais e não as cumpriu.