Produção da Vale sobe no 3o tri; deve ser menor que a prevista em 2017

quinta-feira, 20 de outubro de 2016 13:02 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A mineradora Vale reportou nesta quinta-feira aumento da produção de minério de ferro no terceiro trimestre, com apoio da performance operacional de suas plantas no Norte do país, mas anunciou uma redução na previsão da produção em 2017, enquanto planeja priorizar minas mais rentáveis.

Maior produtora global de minério de ferro, a brasileira Vale produziu entre julho e setembro 92,1 milhões de toneladas, alta de 1,5 por cento sobre um ano antes, com a força das operações no Sistema Norte mais do que compensando reduções em outras áreas, apontou o relatório trimestral da mineradora.

Na comparação com o segundo trimestre, a produção de minério de ferro da empresa avançou 6,1 por cento.

No sistema Norte, Carajás, a maior mina da Vale, alcançou um recorde de produção de 38,7 milhões de toneladas, o que significou um aumento de 5,9 por cento em relação ao segundo trimestre e aumento de 14,1 por cento ante o mesmo período do ano passado.

"O aumento (em Carajás) deveu-se principalmente à melhor performance operacional de mina e usina, como resultado do retorno positivo de diversas iniciativas de aumento da produtividade da frota de transporte; à melhoria na disponibilidade e confiabilidade dos equipamentos...", disse a companhia, citando ainda como fator a maior utilização de processamento a seco.

No acumulado do ano, a produção de minério de ferro da Vale atingiu 256,46 milhões de toneladas, ligeira queda de 0,4 por cento na comparação com o mesmo período de 2015, a despeito do impacto da ruptura da barragem de Fundão da Samarco, no complexo de Mariana, que afetou suas operações desde o final do ano passado.

ACIMA DA EXPECTATIVA

"Os números do terceiro trimestre ficaram acima das nossas expectativas", afirmou o analista Leonardo Correa, do BTG Pactual, em um relatório para clientes. O banco havia previsto uma produção 2 milhões de toneladas menor.   Continuação...

 
Em foto de arquivo, sede da Vale no centro do Rio de Janeiro, Brasil
20/08/2014 REUTERS/Pilar Olivares/File Photo