Ações europeias fecham estáveis com bancos e política espanhola

segunda-feira, 24 de outubro de 2016 15:41 BRST
 

MILÃO/LONDRES (Reuters) - As ações europeias terminaram estáveis nesta segunda-feira com os ganhos contínuos de bancos compensando a fraqueza das ações do setor farmacêutico, enquanto a Espanha deu sinais de superar o fim de um impasse político.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 teve variação negativa de 0,04 por cento, a 1.358 pontos. O índice pan-europeu STOXX 600 terminou estável, a 344 pontos.

O índice bancário subiu 1,4 por cento, acumulando ganhos pela quinta sessão consecutiva e apagando as perdas desde que o Reino Unido votou para deixar a União Europeia (UE) em junho.

O sentimento no setor foi impulsionado por uma nota dos estrategistas do JP Morgan que recomendaram aos investidores a compra de papeis de bancos com a projeção de aumento dos rendimentos globais.

O líder espanhol Mariano Rajoy está no caminho de garantir um segundo mandato no poder para o Partido Popular depois que seus rivais socialistas concordaram em se abster de um voto de confiança no domingo.

A ação da Syngenta caiu 5,8 por cento depois de a UE afirmar que a ChemChina perdeu o prazo para oferecer concessões aos reguladores com relação a sua oferta de 43 bilhões de dólares para o grupo de pesticidas e sementes suíço.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,49 por cento, a 6.986 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,47 por cento, a 10.761 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,36 por cento, a 4.552 pontos.   Continuação...