Primeiro acordo entre Petrobras e Total após memorando pode sair ainda este ano

segunda-feira, 24 de outubro de 2016 19:02 BRST
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O primeiro acordo entre a Petrobras e a francesa Total, após a assinatura de um memorando de entendimentos nesta segunda-feira, pode sair até o fim do ano, disseram os presidentes das duas empresas durante o congresso Rio Oil & Gas.

"Em um par de meses podemos anunciar acordos concretos com a Total", disse o presidente da Petrobras, Pedro Parente, ressaltando que eventuais negócios não incluiriam a área de refino da Petrobras.

"O memorando tem dois anos de validade e estamos conversando desde o início do ano, e já há algumas discussões sobre possíveis ativos que não foram concluídas ainda...", acrescentou o presidente da Petrobras.

Já presidente-executivo da companhia europeia, Patrick Pouyanné, acrescentou que o primeiro negócio pode ocorrer "antes do Natal".

O executivo da empresa brasileira explicou que o memorando assinado com a Total prevê a possibilidade de negociação de ativos na área de exploração e produção no Brasil e no exterior, "dependendo do foco de interesse das empresas".

Essa parceria pode incluir tanto parcerias em ativos já existentes quanto em futuros leilões de áreas de petróleo.

Atualmente, a Petrobras e a Total são parceiras em 15consórcios de exploração e produção, sendo nove no Brasil e seisno exterior.

A Total é uma das sócias da Petrobras na mega reserva deLibra, primeiro contrato pelo regime de partilha de produção,localizada no pré-sal da Bacia de Santos.

No exterior, as companhias são parceiras no campo deChinook, no Golfo do México nos EUA, no campo de águas profundasAkpo, na Nigéria, e nos campos de gás de San Alberto e SanAntonio/Itau, na Bolívia, além de serem sócias no gasodutoBolívia-Brasil.   Continuação...