Exportações de petróleo do Irã terão menor nível em 4 meses em novembro, diz fonte

quinta-feira, 27 de outubro de 2016 10:03 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - As exportações de petróleo do Irã devem cair 5 por cento em novembro, para uma mínima em quatro meses, disse uma fonte com conhecimento da agenda de embarques do país, com uma menor demanda sazonal na Europa reduzindo a bonança de exportações vista após a retirada das sanções contra o país.

Os embarques de petróleo do Irã tipicamente atingem mínimas em outubro ou novembro todos os anos, refletindo um período de manutenção de refinarias da Europa e da Ásia.

No outro mês, no entanto, os embarques para a Ásia deverão se manter estáveis ou subir, conforme as compras da China têm uma retomada após o país registrar em outubro as menores importações junto ao Irã no ano.

Em geral, o terceiro maior produtor da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) tem ganho participação no mercado em um ritmo mais rápido que o previsto por analistas desde o final das sanções em janeiro, com as exportações de petróleo e condensado atingindo uma máxima em cinco anos de 2,60 milhões de barris por dia (bpd) ou mais em setembro.

Em novembro, as vendas de petróleo do Irã, excluindo petróleo ultra leve condensado, deverão cair para 1,89 milhão de bpd, de acordo com a fonte, no segundo mês de queda após a máxima de 5 anos de 2,14 milhões de bpd em setembro.

(Por Osamu Tsukimori)