Saudi Aramco diz que Embraer pagou propina a funcionário na compra de 3 aviões

sexta-feira, 28 de outubro de 2016 11:33 BRST
 

(Reuters) - A petroleira estatal Saudi Aramco, da Arábia Saudita, disse nesta sexta-feira que uma auditoria interna realizada em 2012 revelou irregularidades em uma transação envolvendo a companhia e a fabricante brasileira de aviões Embraer.

A Saudi Aramco informou que um de seus empregados recebeu propina da Embraer para facilitar a compra de três aeronaves e que a companhia brasileira foi excluída de qualquer negócio desde então e no futuro.

 
Homem visto durante evento da petroleira estatal Saudi Aramco, da Arábia Saudita, em Manama.    27/09/2016      REUTERS/Hamad I Mohammed