Produção de celulose no Brasil cresce em setembro; produção de papel e venda de painéis caem

sexta-feira, 28 de outubro de 2016 11:28 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A produção brasileira de celulose em setembro subiu 7,8 por cento sobre o mesmo período do ano passado, para 1,597 milhão de toneladas, mas a produção de papel recuou, informou a associação que representa o setor, Ibá.

No terceiro trimestre, a produção de celulose do país somou 4,708 milhões de toneladas, expansão de quase 11 por cento sobre o mesmo período do ano passado.

Os dados foram divulgados depois que a maior parte das principais produtoras de celulose do país anunciaram balanços de terceiro trimestre, incluindo Eldorado Brasil, Suzano Papel e Celulose e Klabin.

A primeira teve produção de 432 mil toneladas, a segunda 809 mil toneladas. Já a Klabin, que inaugurou neste semestre sua primeira fábrica de celulose, divulgou produção de 294 mil toneladas. A maior produtora do insumo no país, Fibria, deve divulgar seu balanço trimestral em 31 de outubro.

Enquanto isso, a produção de papel caiu 1,5 por cento em setembro na comparação anual, a 860 mil toneladas, acumulando no terceiro trimestre 2,6 milhões de toneladas, uma queda de 1,7 por cento ante o mesmo período de 2015.

Já as vendas domésticas de painéis de madeira, insumo usado na construção civil e indústria de móveis, recuaram 8,6 por cento no mês passado, a 479 mil toneladas. No trimestre, houve queda de cerca de 6 por cento, a 1,509 milhão de toneladas.

(Por Alberto Alerigi Jr.)