Leilão de linhas de energia segue com disputas e registra deságios de até 28%

sexta-feira, 28 de outubro de 2016 13:17 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O leilão de concessão de linhas de transmissão de eletricidade promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta sexta-feira já ofereceu 13 de 24 lotes de empreendimentos previstos e registrou boas disputas, com deságio de até 28 por cento em um dos lotes, enquanto apenas dois dos projetos oferecidos ficaram sem propostas dos investidores.

O desempenho nessa primeira metade da licitação, que registrou disputa entre diversas empresas por alguns projetos e contou com a presença de grandes elétricas, como Taesa, Cteep, Alupar e Equatorial Energia, mostra-se o melhor já registrado desde 2013, quando os certames de transmissão passaram a registrar relevante número de lotes vazios, que não atraíam interesse de investidores.

O destaque até o momento ficou por conta da Equatorial Energia, que levou três lotes, enquanto a Alupar e um consórcio formado por Taesa e Cteep levaram dois lotes cada até o momento.

Também arremataram projetos um consórcio entre Nasspe e BTG Pactual, um grupo da espanhola Cymi com o fundo Brasil Energia e a Construtora Brasil.

(Por Luciano Costa)