Índices dos EUA caem após FBI revisar mais emails de Hillary

sexta-feira, 28 de outubro de 2016 19:12 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - Os índices acionários norte-americanos caíram em sessão volátil nesta sexta-feira, mas conseguiram se recuperar parcialmente após a queda acentuada causada por notícias de que o FBI revisará mais emails utilizados de forma privada pela candidata democrata à Presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton.

Cada um dos três principais índices de Wall Street tocaram mínimas da sessão, com o S&P 500 recuando 1 por cento em uma hora, após o diretor do FBI, James Comey, dizer em carta endereçada para vários congressistas republicanos que a agência descobriu a existência de emails que pareciam ser pertinentes investigação. A eleição norte-americana acontecerá em 11 dias, em 8 de novembro.

"A manchete trouxe impacto. Todos entraram em pânico por um segundo acreditando que isso afetaria o resultado da eleição", disse o diretor de investimentos da Wedbush Equity Management em San Francisco, Stephen Massocca.

O índice Dow Jones recuou 0,05 por cento, para 18.161 pontos, o S&P 500 caiu 0,31 por cento, para 2.126 pontos e o Nasdaq Composite teve queda de 0,5 por cento, para 5.190 pontos.

Na semana, o S&P 500 recuou 0,7 por cento, o Nasdaq teve queda de 1,3 por cento e o Dow conseguiu obter alta de 0,1 por cento.

Mais cedo na sessão, o S&P 500 chegou a subir 0,4 por cento, após dados econômicos mostrarem que a economia norte-americana avançou 2,9 por cento no terceiro trimestre, seu ritmo mais rápido em dois anos, e os ganhos animadores da Alphabet, controladora do Google.

(Por Chuck Mikolajczak)