PF investiga suspeita de favorecimento a frigoríficos e empresas de laticínios na Agricultura

terça-feira, 16 de maio de 2017 08:04 BRT
 

(Reuters) - A Polícia Federal lançou operação nesta terça-feira para investigar suspeita de favorecimento a frigoríficos e empresas de laticínios no Ministério da Agricultura por meio de um esquema de corrupção voltado para o retardamento na tramitação e anulação de multas, informou a PF.

Policiais foram às ruas nesta manha para cumprir 62 mandados judiciais, sendo de 10 prisão temporária, 16 de condução coercitiva e 36 de busca e apreensão nos Estados de Tocantins, Pará, São Paulo e Pernambuco.

Os alvos da operação não foram identificados pela polícia.

"A PF apurou, por meio de quebras de sigilos fiscal e bancário, que a chefe de Fiscalização do MAPA (Ministério da Agricultura, Agropecuária e Abastecimento), à época dos fatos, recebia de empresas fiscalizados valores mensais para custear despesas familiares", disse a Polícia Federal em nota.

De acordo com a PF, o esquema criminoso movimentou cerca de 3 milhões de reais entre os anos de 2010 a 2016.

A Justiça também determinou o bloqueio de contas bancárias e indisponibilidade de bens móveis e imóveis nos valores de 2,2 milhões de reais, acrescentou a Polícia Federal.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)

 
Veículo da Polícia Federal no Rio de Janeiro.  28/07/2015 REUTERS/Sergio Moraes