17 de Maio de 2017 / às 22:24 / 3 meses atrás

CPFL avalia participar de leilão de hidrelétricas da Cemig

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A CPFL Energia vai avaliar a participação no leilão das usinas operadas pela Cemig e que serão colocadas à venda pelo governo em setembro deste ano, disse à Reuters o presidente da empresa de energia, André Dorf.

Segundo ele, a empresa vai se aprofundar daqui para frente nos estudos sobre as usinas de Jaguara, São Simão, Miranda e Volta Grande.

Os contratos de concessão das usinas venceram, e o governo federal pretende obter recursos para o Tesouro ao relicitar os ativos, que somam 2,9 gigawatts em capacidade instalada.

O governo espera arrecadar com a venda dos ativos ao menos 11 bilhões de reais.

"A gente olha sim as usinas. E assim que o edital estiver na praça... assim que saírem as condições... vamos olhar sim", declarou à Reuters o presidente da CPFL Energia.

"A gente vai avaliar e com base nessa avaliação mais detalhada vamos determinar nosso interesse... vamos avaliar com bons olhos e ver se há sinergias e quais são elas", adicionou o executivo após participar do 14º Enase (Encontro Nacional de Agentes do Setor Elétrico).

O executivo ponderou que a CPFL e seu novo controlador, a chinesa State Grid, têm um histórico de atuação bastante disciplinada no uso do capital.

Já a Cemig tem dito que a manutenção dos ativos é uma prioridade..

A elétrica mineira, inclusive, tem negociado com o fundo de pensão canadense Ontario Teachers' Pension Plan uma possível parceria para disputar um leilão, disse à Reuters uma fonte do governo nesta quarta-feira.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below