ENTREVISTA-Redução da dívida é tarefa global, diz ministro alemão

sexta-feira, 2 de novembro de 2012 12:00 BRST
 

Por Gernot Heller

BERLIM, 2 Nov (Reuters) - Os Estados Unidos e o Japão deveriam compartilhar com a Europa a responsabilidade por garantir a estabilidade econômica mundial, disse o ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schaeuble, indicando que a reunião do G20 neste fim de semana não deveria se concentrar somente na crise da zona do euro.

Em uma entrevista concedida antes do encontro de ministros das finanças e chefes de bancos centrais do Grupo dos 20 no México, Schaeuble afirmou que as principais economias têm de promover reformas estruturais e consolidação fiscal para retomar a confiança do mercado e construir um crescimento sustentável.

O ministro disse ainda em respostas por e-mail a questões enviadas pela Reuters que não vê perigo de atraso na introdução das normas de Basileia III sobre o capital dos bancos, que devem começar a ser postas em prática em fases a partir de janeiro.

Schaeuble não quer que o encontro de dois dias do G20, na Cidade do México, se concentre exclusivamente na crise da zona do euro em detrimento de outras questões urgentes, tais como o "abismo fiscal" enfrentado pelos Estados Unidos e os problemas da dívida do Japão.

"Os Estados Unidos e o Japão têm uma responsabilidade tão grande quanto os europeus (para assegurar a estabilidade)", disse ele.

"As economias do G20 têm de retomar decididamente a confiança por meio de reformas estruturais e políticas financeiras sustentáveis. Esta é a precondição mais importante para o fortalecimento das condições econômicas globais", afirmou Schaeuble.

"Sem consolidação e reformas nós corremos o risco de mais perda de confiança e crescimento ainda menor. Nenhum crescimento sustentável pode ser construído sobre uma montanha de dívida", declarou o ministro, conhecido por sua defesa do rigor fiscal mesmo em épocas de recessão.

Nos Estados Unidos, a legislação existente vai elevar impostos e cortar gastos na casa dos 600 bilhões de dólares em 2013, a menos que os deputados tomem alguma medida. No entanto, republicanos e democratas ainda têm de chegar a um acordo sobre ações para evitar o "abismo fiscal", que poderia levar à contração da economia.   Continuação...

 
Ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, fala durante coletiva de imprensa no Ministério das Finanças em Berlim, Alemanha. Os Estados Unidos e o Japão deveriam compartilhar com a Europa a responsabilidade por garantir a estabilidade econômica mundial, disse Schaeuble, indicando que a reunião do G20 neste fim de semana não deverá se concentrar somente na crise da zona do euro. 31/10/2012 REUTERS/Thomas Peter