G20 alerta sobre abismo fiscal dos EUA e dívida da Europa

domingo, 4 de novembro de 2012 14:19 BRST
 

Por Alonso Soto e Jan Strupczewski

CIDADE DO MÉXICO, 4 Nov (Reuters) - Os ministros de Finanças das 20 principais economias do mundo estão alertando sobre o abismo fiscal dos Estados Unidos e os problemas de dívida da Europa em uma reunião no México neste fim de semana, conforme esperam diminuir as metas de redução do déficit para ajudar a impulsionar o crescimento.

Se Congresso fragmentado dos EUA não chegar a um acordo sobre cerca de 600 bilhões de dólares em cortes nos gastos governamentais e aumento de impostos para 1o de janeiro, a economia norte-americana estará ameaçada de voltar a uma recessão, atingindo o crescimento mundial.

Mas com a eleição presidencial dos EUA na próxima terça-feira, as negociações sobre o abismo fiscal foi adiada.

"Os próprios norte-americanos reconhecem que este é um problema", disse um oficial do G20 sob condição de anonimato. "O governo dos EUA diz que não quer cair no abismo fiscal, mas agora ele não pode nos dizer exatamente como vai lidar com isso, porque essa questão ocorre antes da eleição."

Cortes de impostos decretados pelo ex-presidente George W. Bush estão previstos para terminar em janeiro, quando também deve começar a redução automática de gastos, projetada para pressionar os legisladores a chegarem em um acordo orçamental de longo prazo.

"O que continua a ser uma espécie de aspecto-chave é que os EUA não estão respeitando os compromissos atuais (para reduzir os seus déficits) e não têm um plano de consolidação orçamental credível", disse um funcionário europeu.

O Congresso norte-americano também terá que elevar o limite da dívida do país em breve para evitar um calote.

 
Presidente dos EUA, Barack Obama, participa de coletiva de imprensa durante cúpula do G20 em Los Cabos, México. Os ministros de Finanças das 20 principais economias do mundo estão alertando sobre o abismo fiscal dos Estados Unidos e os problemas de dívida da Europa em uma reunião no México neste fim de semana. 19/06/2012 REUTERS/Andres Stapff