OCDE diz que G20 deve pressionar EUA por solução de abismo fiscal

domingo, 4 de novembro de 2012 14:32 BRST
 

CIDADE DO MÉXICO, 4 Nov (Reuters) - O grupo das 20 principais economias do mundo deve pressionar os Estados Unidos sobre os cortes automáticos de gastos e aumento nos impostos que ameaçam o país e o crescimento global, disse o secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) no sábado.

Jose Angel Gurria também disse que estava otimista de que o Congresso dos EUA chegará a um acordo para evitar o chamado abismo fiscal de 600 bilhões de dólares, em cortes de gastos e aumento nos impostos que devem iniciar em 1o de janeiro.

Gurria, que está no comando da OCDE desde 2006, também disse que a Europa deveria dar as boas-vindas a qualquer pedido de resgate espanhol.

"Se a Espanha decidir, devemos emitir sinais fortes de boas-vindas e que o sistema estaria preparado para apoiar um membro da família", disse ele, referindo-se à Europa.

Nos últimos nove meses, a Espanha está no foco principal da crise da dívida na zona do euro que já dura três anos, e já obteve uma linha de crédito de até 100 bilhões de euros (128,450 bilhões de dólares) para seus bancos.

(Por Alexandra Alper)

 
Presidente dos EUA, Barack Obama, chega para coletiva de imprensa durante cúpula do G20 em Los Cabos, México. O grupo das 20 principais economias do mundo deve pressionar os Estados Unidos sobre os cortes automáticos de gastos e aumento nos impostos que ameaçam o país e o crescimento global, disse o secretário-geral da OCDE no sábado. 19/06/2012 REUTERS/Edgard Garrido