FOCUS-Aumento de incertezas leva mercado a ver Selic menor em 2013

segunda-feira, 5 de novembro de 2012 12:00 BRST
 

Por Camila Moreira

SÃO PAULO, 5 Nov (Reuters) - Em meio a um aumento das incertezas com a recuperação da economia brasileira, o mercado reduziu pela segunda vez a projeção para a Selic no ano que vem, para 7,63 por cento pela mediana, em continuidade aos ajustes sobre os próximos passos do Banco Central em relação à política monetária ao longo de 2013.

Os analistas consultados na pesquisa Focus do BC, divulgada nesta segunda-feira, já haviam dado início ao movimento na semana passada, quando previram a taxa básica de juros a 7,75 por cento no final do próximo ano.

De acordo com o Focus, os analistas estimam que a Selic, atualmente na mínima histórica de 7,25 por cento ao ano, será elevada somente em outubro, a 7,50 por cento, sofrendo mais uma elevação em novembro.

Entretanto o Top 5--grupo das instituições que mais acertam suas análises no Focus-- tem uma visão diferente da mediana do mercado e manteve a expectativa de que a Selic terminará o próximo ano a 7,25 por cento.

"Existem temores de que a economia, depois de apresentar um crescimento forte no terceiro trimestre em virtude dos estímulos do governo, volte a perder força. É essa incerteza que está levando a uma nova revisão para baixo da Selic", avaliou o estrategista-chefe do Banco WestLB, Luciano Rostagno.

Ele não descarta novas reduções nas próximas semanas nas expectativas do Focus sobre a taxa de juros, lembrando que a gestão da presidente Dilma Rousseff tem se caracterizado pela vontade de manter os juros em níveis baixos.

Para 2012, mostrou ainda o Focus, não houve alterações em relação às apostas de que a taxa básica de juros permanecerá em 7,25 por cento na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do ano, no final de novembro. O BC já indicou que o ciclo de cortes foi encerrado após a décima redução seguida realizada em outubro.

INFLAÇÃO   Continuação...