Venda de veículos bate recorde, mas Fenabrave reduz projeções

terça-feira, 6 de novembro de 2012 16:00 BRST
 

Por Alberto Alerigi Jr.

SÃO PAULO, 6 Nov (Reuters)- As vendas de veículos novos no Brasil bateram recorde para o mês de outubro, mas a associação de distribuidores Fenabrave reduziu nesta terça-feira sua estimativa para o crescimento dos licenciamentos em 2012, após ser surpreendida pelo tombo registrado em setembro.

Em outubro, as vendas de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus subiram 18,6 por cento na comparação com setembro e 21,8 por cento em relação ao mesmo período de 2011, para 341,7 mil unidades.

O volume levou o acumulado de licenciamentos no ano para 3,13 milhões de veículos, crescimento de 6 por cento sobre os 10 primeiros meses de 2011.

Apesar disso, a Fenabrave decidiu rever suas projeções para os licenciamentos de automóveis e comerciais leves este ano, de alta de 8,05 por cento, divulgada em agosto, para crescimento de 4 a 4,8 por cento. Se confirmada, a estimativa será equivalente a um volume entre 3,5 milhões e 3,6 milhões de unidades.

Segundo o presidente de conselho da entidade, Flávio Meneghetti, a revisão ocorreu após a queda acima do esperado das vendas em setembro, de mais de 30 por cento na comparação com o recorde histórico de agosto.

"O que nos fez rever foi o comportamento de setembro. O tamanho da queda nos surpreendeu. Além disso, o anúncio da presidente Dilma (Rousseff) de renovação do desconto do IPI até o fim do ano fez os consumidores esperarem mais para comprar", disse Meneghetti em entrevista nesta terça-feira.

A entidade começou o ano com uma expectativa de crescimento de 4,5 por cento nas vendas de automóveis e comerciais leves, mas revisou os números por algumas ocasiões no decorrer do ano, conforme o mercado reagia a medidas de incentivo concedidas pelo governo, como a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) no fim de maio.

Para 2013, Meneghetti afirmou que ainda é cedo para fazer estimativas firmes, mas aposta em um crescimento de vendas acima de 3,5 por cento. A taxa de 3,5 por cento é a mesma estimada para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no próximo ano pela consultoria MB Associados, que assessora a Fenabrave.   Continuação...

 
Carros novos estacionados em área de estoque de planta da Volkswagen em São Bernando do Campo, São Paulo. As vendas de veículos novos no Brasil bateram recorde para o mês de outubro, avançando 18,6 por cento sobre setembro e 21,8 por cento na comparação com o mesmo período de 2011, divulgou nesta terça-feira a associação de concessionárias, Fenabrave. 02/03/2011 REUTERS/Paulo Whitaker