UE vê contração de 0,5% da economia da Itália em 2013--jornal

quarta-feira, 7 de novembro de 2012 08:03 BRST
 

MILÃO, 7 Nov (Reuters) - A Comissão Europeia vê a Itália em uma situação melhor do que a Espanha no próximo ano, embora estime uma contração econômica e um déficit ligeiramente maiores do que Roma prevê atualmente, noticiou o jornal financeiro Il Sole 24 Ore.

De acordo com o jornal, a Comissão vai estimar uma contração de 2,3 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) italiano neste ano e uma queda de 0,5 por cento em 2013. A Comissão irá publicar suas estimativas econômicas às 10 horas (horário de Brasília) desta quarta-feira.

O governo italiano prevê uma contração de 2,4 por cento da produção neste ano e de 0,2 por cento no próximo.

As estimativas da Comissão contrastam com as expectativas de que a economia da Espanha irá sofrer uma contração no próximo ano quase tão grande quanto a de 1,6 por cento vista neste ano, de acordo com estimativas da Comissão publicadas pelo El País na terça-feira.

A incapacidade da Espanha de controlar suas finanças e gerenciar a crise bancária está exacerbando a crise da dívida soberana da zona do euro e pode ameaçar a Itália, embora os fundamentos de Roma sejam mais sólidos.

Uma severa disciplina fiscal adotada pelo governo de Mario Monti tem contido as finanças da Itália, mas Roma enfrenta dificuldades para adotar medidas buscando reaquecer o crescimento e as perspectivas da Itália ainda sofrem com a incerteza política antes de uma eleição geral.

Bruxelas vê a economia italiana se recuperando em 2014, quando estima um crescimento de 0,8 por cento, abaixo da previsão de expansão de 1,1 por cento do governo italiano.

A Comissão também espera que o déficit da Itália seja de 2,9 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012 e de 2,1 por cento do PIB em 2013. Ambas a estimativas são ligeiramente piores do que as de 2,6 por cento e 1,8 por cento do PIB de Roma.

(Reportagem de Lisa Jucca)