França e Bélgica vão injetar 5,5 bilhões de euros no Dexia

quinta-feira, 8 de novembro de 2012 09:39 BRST
 

Por Philip Blenkinsop

BRUXELAS, 8 Nov (Reuters) - A França e a Bélgica concordaram em injetar 5,5 bilhões de euros (7 bilhões de dólares) na Dexia, o banco em crise que os dois países tiveram que resgatar no ano passado, após sofrer outra grande perda e extensas baixas contábeis.

A perspectiva de injetar dinheiro no Dexia, que já recebeu 6,4 bilhões de euros em fundos em 2008, corre o risco de minar os esforços dos dois países para conter seus déficits em um momento de intenso escrutínio sobre os orçamentos na zona do euro.

A Bélgica vai injetar 2,92 bilhões de euros, ou 53 por cento do total, e a França vai fornecer os outros 2,59 bilhões de euros, disseram ministérios belga e francês em comunicados.

Os dois países receberão, em troca, ações preferenciais com direito a voto, logo qualquer ganho financeiro do banco vai fluir de volta para eles.

A medida foi anunciada pouco antes de o Dexia divulgar seus resultados do terceiro trimestre, com um prejuízo líquido de 1,23 bilhão de euros, elevando as perdas nos primeiro nove meses do ano para 2,39 bilhões de euros. O banco perdeu 11,6 bilhões de euros em 2011.

Como parte do acordo, os dois governos também concordaram em reajustar a divisão de garantias para cobrir os empréstimos do Dexia. No futuro, a Bélgica ficará com 51,41 por cento dessas garantias e a França, 45,59 por cento.