Lucro da MRV cai 27,8% no 3o tri, a R$151 mi

quinta-feira, 8 de novembro de 2012 19:37 BRST
 

Por Vivian Pereira

SÃO PAULO, 8 Nov (Reuters) - A MRV Engenharia começou a apresentar no terceiro trimestre certa recuperação ante o cenário mais difícil no primeiro semestre, mas sofreu uma queda anual de 27,8 por cento no lucro do terceiro trimestre.

A construtora e incorporadora mineira teve lucro líquido de 151 milhões de reais entre julho e setembro, perto da média de previsões de cinco analistas, de ganho de 157,8 milhões de reais no período.

Já na comparação com o segundo trimestre deste ano, houve alta de 3,6 por cento.

"A consistência da operação levou à melhora de rentabilidade e margens contra os trimestres anteriores", disse à Reuters o vice-presidente financeiro da MRV, Leonardo Corrêa, atribuindo o recuo anual a maiores despesas gerais e administrativas e ao fato da empresa ser mais alavancada hoje, resultando em carga de juros maior.

Ele citou ainda que a greve do setor bancário em setembro resultou em menos contratos assinados e, portanto, menor volume de recebimentos.

A greve também fez com que a companhia deixasse de ter geração de caixa positivo, o que deve ocorrer no quarto trimestre, conforme Corrêa. Pelo segundo trimestre consecutivo, a geração de caixa foi neutra no segmento residencial.

Nos três meses até setembro, o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou 238 milhões de reais, queda de 21,1 por cento ano a ano, com a margem caindo de 28,5 para 20,8 por cento. Analistas estimavam Ebitda de 243,7 milhões para a empresa.

A receita líquida, enquanto isso, subiu 8,4 por cento sobre igual etapa do ano passado, para 1,145 bilhão de reais.   Continuação...