IAG planeja cortes de empregos para restaurar lucro da Iberia

sexta-feira, 9 de novembro de 2012 07:51 BRST
 

MADRI, 9 Nov (Reuters) - A controladora da British Airways e da Iberia planeja cortar 4.500 empregos na companhia aérea espanhola, num momento em que o grupo caminha para encerrar o ano com prejuízo operacional.

A IAG, formada em 2011 pela fusão das duas companhias aéreas, anunciou nesta sexta-feira que sofreu uma queda de 25 por cento no lucro operacional do terceiro trimestre, atingida por aumento de custos com combustível e pela fraca performance da divisão espanhola.

O lucro operacional da IAG no terceiro trimestre somou 270 milhões de euros (343,63 milhões de dólares), queda ante os 363 milhões obtidos um ano antes.

"A Iberia está em um voo pela sobrevivência e temos que transformá-la para reduzirmos sua base de custos para que possa aumentar a lucratividade no futuro", disse o presidente-executivo da IAG, Willie Walsh, em comunicado.

A Iberia tem registrado desempenho pior que a British Airways em meio à recessão espanhola e sua unidade de baixo custo Iberia Express tem sido atingida por disputas trabalhistas.

A IAG espera encerrar 2012 com prejuízo operacional de cerca de 120 milhões de euros, depois de perdas relacionadas à subsidiária bmi e itens não recorrentes.

Como parte do plano anunciado nesta sexta-feira, a IAG informou que vai cortar a capacidade da rede da Iberia em cerca de 15 por cento em 2013, focando em rotas mais lucrativas. A empresa também vai reduzir a frota em 25 aviões.

(Por Rhys Jones e Tracy Rucinski)