Emprego na indústria cai 0,3% em setembro ante agosto--IBGE

sexta-feira, 9 de novembro de 2012 10:22 BRST
 

SÃO PAULO, 9 Nov (Reuters) - O emprego na indústria brasileira registrou queda pelo segundo mês seguido ao cair 0,3 por cento em setembro sobre agosto, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta sexta-feira.

Na comparação com o mesmo mês de 2011, o total de pessoal ocupado na indústria recuou 1,9 por cento em setembro, no 12o resultado negativo consecutivo nesse tipo de confronto.

Em agosto, o emprego havia registrado queda de 0,1 por cento ante julho, voltando a cair após alta no mês anterior.

Em setembro, o contingente de trabalhadores sofreu redução em 12 das 14 áreas pesquisadas na comparação com igual mês do ano passado, sendo que o principal impacto negativo veio de São Paulo, com recuo de 3,1 por cento.

O índice acumulado nos nove primeiros meses de 2012 recuou 1,4 por cento na comparação com igual período do ano anterior, com taxa negativa em 12 dos 14 locais. No acumulado dos últimos 12 meses, o emprego na indústria em geral registrou perda de 1,2 por cento em setembro passado.

Por sua vez, o número de horas pagas caiu 0,6 por cento em setembro em relação a agosto, após taxas ligeiramente positivas em julho (0,3 por cento) e agosto (0,1 por cento).

Na comparação com setembro de 2011, o número de horas pagas recuou 2,6 por cento, a 13a taxa negativa consecutiva nessa comparação.

No acumulado dos últimos 12 meses, o número de horas pagas mostrou queda de 2,0 por cento em setembro, permanecendo na trajetória descendente iniciada em fevereiro de 2011 (4,5 por cento).

O recuo no emprego acompanha o resultado da produção industrial de setembro, que apresentou queda de 1 por cento ante o mês anterior, o pior resultado em oito meses e interrompendo uma sucessão de três meses de expansão da atividade.   Continuação...

 
Robôs soldam carros em fábrica da Ford Motors, em São Bernardo do Campo. O emprego na indústria brasileira registrou queda pelo segundo mês seguido ao cair 0,3 por cento em setembro sobre agosto, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 14/07/2012 REUTERS/Paulo Whitaker