Opep vê demanda por petróleo menor que esperado em 2013

sexta-feira, 9 de novembro de 2012 16:16 BRST
 

LONDRES, 9 Nov (Reuters) - O crescimento da demanda global por petróleo poderá ser menor que o esperado em 2013, disse nesta sexta-feira o grupo dos países exportadores da Opep, citando os problemas da economia europeia e o risco de um enfraquecimento em regiões de rápida expansão, como China e Índia.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) reduziu, em seu relatório mensal, a estimativa de crescimento da demanda em 10 mil barris por dia, a 770 mil bpd. O grupo disse, no entanto, que poderá haver posteriormente uma maior redução.

"A estimativa de crescimento da demanda por petróleo possui um risco notável de queda, especialmente na primeira metade do ano", disse a Opep em relatório. "Muito do risco é atribuído não apenas à OCDE mas também à China e Índia."

A Opep, que produz mais de um terço do petróleo mundial, reiterou um alerta feito anteriormente de que fatores incluindo a fraqueza econômica podem reduzir em 20 por cento o crescimento da demanda global no próximo ano.

O relatório vem após a divulgação da previsão anual a longo prazo na quinta-feira, que afirmou que o mundo necessitaria de menos petróleo da Opep nos próximos anos, devido a uma queda nas expectativas de demanda e maior fornecimento de produtores não pertencentes ao grupo, incluindo óleo de xisto.

O relatório mensal da Opep vê uma tendência similar no próximo ano e reduziu suas estimativas pela demanda do petróleo da organização em 80 mil bpd para 29,72 milhões bpd, uma queda em comparação com este ano, e abaixo da atual produção da Opep.

A produção do grupo caiu em 67 mil bpd em outubro para 30,95 milhões bpd, de acordo com fontes secundárias citadas pelo relatório, com a queda de produção na Nigéria na Arábia Saudita e no Irã liderando a queda.

O relatório da Opep é a segunda das três importantes estimativas de petróleo a serem divulgadas neste mês. A Agência de Informações sobre Energia dos EUA, normalmente mais altista que a Opep, na quinta-feira reduziu sua previsão de aumento de demanda global em 2013 em 30 mil bpd, para 890 mil bpd.

A Agência Internacional de Energia, consultora de 28 países industrializados, emitiu seu relatório mensal na terça-feira.

(Reportagem de Alex Lawler)