Chuvas impulsionam plantio de soja no Brasil, mas atraso continua

segunda-feira, 12 de novembro de 2012 19:16 BRST
 

SÃO PAULO, 12 Nov (Reuters) - Uma melhora no clima nas regiões produtoras de soja no Brasil impulsionou o plantio da oleaginosa da temporada 2012/13, que vinha sendo prejudicado pela falta de chuvas em importantes áreas, afirmou nesta segunda-feira consultoria Céleres.

O plantio avançou na última semana para 60 por cento da área projetada no país, mas continua atrasado em relação a anos anteriores --a média de cinco anos para esta época é de 68 por cento-- em função de precipitações insuficientes no mês de outubro.

Na comparação com o início do mês, quando 37 por cento da área estava plantada, houve um salto na semeadura até a última sexta-feira.

Desde o início de novembro chuvas de mais de 200 milímetros voltaram a favorecer os produtores.

As necessárias chuvas atingiram principalmente a região Centro-Oeste, Sudeste e a porção norte do Estado do Paraná.

No caso dos Estados de Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a situação era inversa e bastante parecida com o observado nas áreas de produção da Argentina, onde houve excesso de chuvas, observou a consultoria.

(Por Laiz de Souza)