Ibovespa cai 2,1% e volta a acumular perdas no ano

quarta-feira, 14 de novembro de 2012 18:01 BRST
 

Por Danielle Assalve

SÃO PAULO, 14 Nov (Reuters) - O principal índice acionário da Bovespa caiu ao menor nível em quase dez semanas nesta quarta-feira e voltou a acumular perdas no ano, diante de persistentes dúvidas sobre a recuperação da atividade global e sinais de fraqueza da economia brasileira.

O Ibovespa fechou em queda de 2,1 por cento, a 56.279 pontos --no menor patamar desde 4 de setembro. Com isso, o índice agora acumula desvalorização de 0,84 por cento no ano.

"O mercado continua indefinido, com viés de baixa no curto prazo, muito próximo de um suporte importante nos 56.200 pontos", disse o analista técnico Daniel Marques, da Ágora Corretora no Rio de Janeiro.

Segundo ele, o fraco giro financeiro da Bovespa nas últimas semanas dificultava a definição de uma tendência clara para o mercado. O giro financeiro da sessão foi de 6,29 bilhões de reais, abaixo da média diária de 7,2 bilhões de reais em 2012.

Para explicar o tombo do índice, profissionais de mercado citavam motivos bastante conhecidos pelos investidores: crise europeia, riscos fiscais nos Estados Unidos, intervenção do governo e recuperação ainda incerta da economia brasileira.

"Existe uma somatória de fatores negativos tanto no exterior como no Brasil", disse o diretor de estratégia e produtos Infinity Asset, André Paes. "Isso tudo pesa no mercado."

Uma série de protestos em países europeus contra medidas de austeridade permaneceu no foco de investidores nesta quarta-feira, ao passo que um discurso do presidente dos EUA, Barack Obama, concentrou as atenções no fim do pregão.

Segundo Obama, se não houver acordo sobre o "abismo fiscal" --cortes de gastos e aumentos de impostos que podem entrar automaticamente em vigor no início do ano que vem--, a economia norte-americana pode voltar à recessão.   Continuação...