Volvo corta produção de caminhões após queda nas vendas em outubro

sexta-feira, 16 de novembro de 2012 08:30 BRST
 

ESTOCOLMO, 16 Nov (Reuters) - A segunda maior fabricante de caminhões do mundo, a Volvo, disse nesta sexta-feira que está cortando turnos e encurtando as jornadas de trabalho após as vendas de seus caminhões caírem 8 por cento na comparação anual em outubro.

A companhia sueca disse que a demanda por caminhões de longa distância estava desacelerando na América do Norte em um sinal de incerteza econômica, enquanto a fraqueza na Europa pode fazê-la cortar a produção no continente.

"As decisões foram tomadas para reduzir a produção de caminhões da Volvo na Europa através da suspensão de turnos e dias parados para atender à demanda menor no terceiro trimestre", disse a companhia.

A produção já foi reduzida na divisão de caminhões da Renault. Além disso, semanas mais curtas de trabalho serão introduzidas nas fábricas da montadora no fim deste mês, acrescentou.

A Volvo, que vende caminhões sob as marcas da Renault, Mack, UD Trucks, Eicher e Volvo, disse que as vendas caíram 18 por cento na América do Norte e 16 por cento na Ásia.

(Por Niklas Pollard e Sven Nordenstam)