Juncker diz que ameaças da zona do euro não ajudam a Grécia

sábado, 17 de novembro de 2012 10:23 BRST
 

SÃO PAULO, 17 Nov (Reuters) - O presidente do Eurogroup, Jean-Claude Juncker, teve como alvo a Alemanha, a Áustria e o Estado alemão da Bavária num discurso neste sábado, ao sugerir que a saída da Grécia da zona do euro está ganhando vulto.

"As ameaças de Áustria, Alemanha ou do Estado alemão da Bavária de que a Grécia vai em breve deixar a zona do euro não fazem nenhum bem à Grécia", disse ele em um discurso na cidade de Bielefeld, no noroeste da Alemanha.

"Nós temos de mostrar solidariedade à Grécia e tomar cuidado com nossas palavras."

Juncker também reiterou que o principal problema da Grécia não é sua dívida, mas a falta de competitividade. Disse ainda que os países têm de enfrentar a questão dos orçamentos, mesmo que isso cause "momentos de recessão".

(Reportagem de Matthias Inveradi)