Eletrobras admite que pode ter perdas contábeis maiores

segunda-feira, 19 de novembro de 2012 14:07 BRST
 

SÃO PAULO/BRASÍLIA, 19 Nov (Reuters) - A Eletrobras admitiu que pode ter novas perdas contábeis quando lançar no balanço ativos não envolvidos na renovação antecipada das concessões com vencimento entre 2015 e 2017, disse um executivo da companhia nesta segunda-feira.

"Podemos ter perdas maiores do que as consideradas até agora se fizermos o impairment (teste de perda de valor contábil de ativos) para ativos não incluídos na renovação antecipada", afirmou o diretor financeiro e de Relações com Investidores da companhia, Armando Casado de Araújo, em teleconferência com analistas.

Em documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na sexta-feira, em que convocou acionistas para uma assembleia em 3 de dezembro para deliberar sobre a proposta do governo de renovação antecipada e condicionada de concessões do setor elétrico, a Eletrobras informou que deve reconhecer uma perda de ativo de 17,8 bilhões de reais.

Além disso, a empresa estimou que terá receita 8,7 bilhões de reais menor, também contemplando os termos da proposta de renovação antecipada do governo.

Apesar das perdas, a Eletrobras, que é controlada pelo governo federal, não pretende questionar nenhum ponto da Medida Provisória que estabeleceu as regras da renovação dos contratos.

Araújo afirmou que as perdas relacionadas ao processo podem levar a companhia a não pagar dividendos aos acionistas preferencialistas referentes ao exercício de 2012.

No documento de convocação para assembleia, a empresa informou que deve lançar no balanço de 2012 as perdas com o processo de renovação antecipada, caso ela seja aprovada. Do contrário, o valor será lançado como provisão.

A diretoria da Eletrobras recomendou aos acionistas que aceitem a proposta de renovação feita pelo governo. Segundo Araújo, a companhia não levou em conta na orientação os ganhos de escala ou a remuneração de reinvestimentos nos ativos.

As ações da companhia tinham outra sessão de perdas pesadas na Bovespa após a conversa do executivo com analistas. Às 14h05, a ação preferencial classe B da empresa tombava 10 por cento, a 10,44 reais. No mesmo instante, o Ibovespa subia 1,99 por cento.   Continuação...