Sabesp rebate agência reguladora e confia em melhorar reajuste

quarta-feira, 21 de novembro de 2012 12:46 BRST
 

SÃO PAULO, 21 Nov (Reuters) - A empresa de saneamento Sabesp acredita que vai conseguir melhorar o reajuste tarifário de 1,94 por cento proposto pela agência reguladora do setor no Estado de São Paulo, Arsesp.

Apesar disso, executivos da companhia recomendaram a analistas que utilizem, por ora, o percentual definido pela Arsesp para projetar a receita futura da Sabesp.

A estatal paulista está questionando uma série de itens em nota técnica preliminar da Arsesp, divulgada na semana passada, disse nesta quarta-feira o diretor financeiro da Sabesp, Rui Affonso. Entre os pontos estão cortes de despesas operacionais, volumes de consumo médio mensal de água e ganho de eficiência.

"Consideramos que uma série de cortes de despesas foi feita de forma arbitrária e com base em elementos relacionados a pessoal que a nosso ver não têm amparo legal", disse Affonso em teleconferência com analistas e jornalistas nesta quarta-feira.

"No caso dos volumes de consumo médio mensal, entendemos que as séries adotadas são muito curtas, levando a uma imprecisão em suas estimativas", afirmou.

Segundo ele, a posição completa da Sabesp será apresentada em audiência pública sobre a revisão tarifária marcada para 13 de dezembro.

O executivo não quis responder sobre a eventual necessidade de corte de funcionários caso o reajuste de 1,94 por cento seja confirmado. "O momento é de debate, e não de montar estratégia em cima de uma nota técnica que ainda está em discussão."

A Sabesp reportou no dia 14 que seu lucro disparou mais de 400 por cento no terceiro trimestre sobre um ano antes, para 361,8 milhões de reais.

O resultado trimestral, porém, não suscitou perguntas na teleconferência desta quarta-feira, com a revisão tarifária concentrando as atenções.   Continuação...