Trigo de baixa proteína persiste na colheita na Austrália

quinta-feira, 22 de novembro de 2012 12:19 BRST
 

Por Colin Packham

SYDNEY, 22 Nov (Reuters) - O trigo colhido no centro de New South Wales contém menos proteína do que o esperado, disseram traders, apertando ainda mais a disponibilidade de trigo de alta qualidade da Austrália, segundo maior exportador mundial do cereal.

Os estoques de trigo de alta proteína já estavam sob pressão com as colheitas no norte de New South Wales e Queensland, Estados que produzem trigo duro de alta qualidade, também mostrando níveis reduzidos de proteína.

A farinha produzida do trigo de alta proteína é utilizada para produzir alimentos como pães e é normalmente exportada para a Ásia para produção de noodles (macarrão).

"Estamos vendo um monte de trigo e cevada de baixa proteína", disse Chris Kochanski, diretor geral da Southern Ag Grain.

"É certamente um ano de proteína mais baixa do que a maioria esperava e as indicações precoces são de que será um ano de proteína abaixo da média."

Os estoques globais de trigo ficaram apertados nos últimos meses com as expectativas de safras menores na Argentina, importante país produtor, clima seco nos Estados Unidos e temores de limites à exportação impostos por Rússia e Ucrânia.

O trigo na bolsa de Chicago subiu perto de 1 por cento nesta semana e mais de 35 por cento desde meados de junho.

NOVAS CHUVAS   Continuação...

 
O produtor Scott Wason segura um ramo de trigo em sua propriedade, 430 km a oeste de Brisbane, Austrália. O trigo colhido no centro de New South Wales contém menos proteína do que o esperado, disseram traders, apertando ainda mais a disponibilidade de trigo de alta qualidade da Austrália, segundo maior exportador mundial do cereal. Foto tirada em 29/10/2011 REUTERS/Tim Wimborne