Superintendência do Cade sugere aprovação para Azul-Trip, com restrições

quinta-feira, 22 de novembro de 2012 18:03 BRST
 

22 Nov (Reuters) - A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) sugeriu nesta quinta-feira aprovação da união entre as companhias aéreas Azul e Trip com restrições, segundo comunicado.

A Superintendência recomendou o fim do acordo de compartilhamento de voos entre Trip e TAM em até dois anos para que a união da primeira com a Azul seja aprovada pelo órgão antitruste.

Segundo comunicado da Superintendência, o acordo, de 2004, é anterior à fusão das duas companhias e permitia complementaridade entre elas, uma vez que a TAM opera rotas entre cidades maiores e a Trip em rotas regionais. "No entanto, com a associação Azul Trip, a manutenção de tal acordo poderia desestimular a concorrência no setor aéreo", diz o documento.

Por outro lado, destaca que Trip e Azul possuem baixa concentração de rotas comuns e que a nova empresa terá maior capacidade de competir no setor de aviação nacional, com participação de mercado de 14 por cento, ante cerca de 40 por cento de Gol e TAM, cada.

Na quarta-feira, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) concedeu autorização prévia para a fusão entre as companhias, conforme decreto publicado no Diário Oficial da União.

As companhias anunciaram o negócio em 28 de maio. O objetivo das empresas é operar sob a holding Azul Trip S/A.

O negócio será levado a julgamento no tribunal do Cade.