Déficit estatal de Portugal cai 17% entre janeiro e outubro

domingo, 25 de novembro de 2012 18:11 BRST
 

LISBOA, 25 Nov (Reuters) - O déficit estatal de Portugal caiu 17 por cento nos primeiros dez meses do ano graças à transferência de fundos de pensão dos bancos para o Estado, mas as receitas fiscais caíram 4,6 por cento no período, segundo os dados.

Entre janeiro e outubro, o déficit do setor central do Estado caiu a 7,34 bilhões de euros (9,51 bilhões dólares) ante 8,82 bilhões de euros no mesmo período do ano passado, segundo dados do Ministério das Finanças.

Os dados são acompanhados de perto por investidores para uma indicação de se Portugal pode cumprir as metas do déficit orçamentário no âmbito do resgate da União Europeia e do FMI. As receitas fiscais caíram mais que o esperado neste ano devido à profunda recessão do país, levando a um relaxamento por parte dos credores das metas de déficit de Lisboa para este ano e o próximo.

Os dados mostraram que as receitas efetivas, que incluem a transferência de fundos de pensões dos bancos, subiram 5,6 por cento, para 32,27 bilhões de euros nos primeiros 10 meses.

As receitas fiscais, porém, tiveram uma queda de 4,6 por cento, para 26,12 bilhões de dólares.

"As receitas fiscais mantêm um desenvolvimento desfavorável como resultado da contração da atividade econômica e da queda da renda disponível", disse o Ministério das Finanças.

Mesmo que os credores de Portugal tenham elogiado o desempenho do país no âmbito do resgate, há preocupações de que as receitas fiscais podem sofrer mais no próximo ano, enquanto o governo lança as maiores taxas fiscais nos tempos modernos para aumentar a receita.

(US$1 = 0,7717 euros)

(Reportagem de Axel Bugge)