Fibria está mais otimista com 2013; prevê investir até R$1,25bi

segunda-feira, 26 de novembro de 2012 19:49 BRST
 

SÃO PAULO, 26 Nov (Reuters) - A Fibria, maior fabricante de celulose branqueada de eucalipto do mundo, está mais otimista com o cenário para o setor em 2013, e vê aumento na demanda de países importadores como China e Estados Unidos, segundo o diretor de finanças e relações com investidores, Guilherme Cavalcanti.

"Estamos mais otimistas para o ano que vem. O ambiente está favorável para isso. A demanda da China e dos Estados Unidos pode surpreender", afirmou ele à Reuters, em uma entrevista por telefone de Nova York, onde a empresa realizou um evento para analistas e investidores nesta segunda-feira.

O executivo disse que os recentes anúncios de fechamentos de capacidade, como o da Jari Papel e Celulose, do Grupo Orsa, contribuem para o ambiente mais favorável e devem compensar parte do aumento da oferta com o início das operações de novas fábricas, como a da Eldorado em dezembro, no Mato Grosso do Sul, e da Suzano no fim do próximo ano, no Maranhão.

"Com a demanda crescente, a gente acha que, no ano que vem, não vai ter problemas (com aumento da capacidade)."

TRÊS LAGOAS

Apesar de estar mais otimista com o próximo ano, Cavalcanti afirmou que a empresa continua esperando uma melhora no cenário econômico para dar continuidade aos seus planos de uma nova unidade em Três Lagoas (MS).

"O projeto continua à espera. A gente gostaria de ter uma visibilidade maior para poder ir em frente com esse projeto".

A empresa já havia declarado, em agosto deste ano, que não levaria a proposta de uma nova unidade ao seu Conselho de Administração, por não acreditar que o atual cenário econômico seja favorável para esse investimento.

RESULTADOS   Continuação...