Índices dos EUA avançam após comentários otimistas sobre abismo fiscal

quarta-feira, 28 de novembro de 2012 19:49 BRST
 

Por Rodrigo Campos

NOVA YORK, 28 Nov (Reuters) - As ações norte-americanas fecharam em alta após negociações voláteis nesta quarta-feira, depois de o presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, John Boehner, o principal parlamentar republicano do país, se mostrar aberto a um acordo para evitar que o abismo fiscal gere uma reviravolta no mercado.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 0,83 por cento, para 12.985 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve valorização de 0,79 por cento, para 1.409 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,81 por cento, para 2.991 pontos.

O S&P 500 rebateu um declínio de 1 por cento, avançando mais de 20 pontos, após Boehner, republicano de Ohio, afirmar que está otimista em relação à possibilidade de um acordo orçamentário para evitar grandes cortes de gastos e aumentos de impostos, em um pacote conhecido como abismo fiscal.

O presidente dos EUA, Barack Obama, intensificou o tom positivo, afirmando que esperava chegar a um acordo nas próximas quatro semanas.

Se essas declarações representam a realidade das negociações, é outra história.

"O abismo fiscal está dominando as discussões e, no curto prazo, estamos otimistas de que ele pode estar sendo resolvido", avaliou o estrategista-chefe de ações do Wells Fargo Advantage Funds em Nova York, John Manley.

Na expectativa de um aumento dos impostos que incorrem sobre dividendos em 2013, empresas têm antecipado seus dividendos ou anunciado pagamentos especiais a seus acionistas.

A varejista Costco, que teve alta de 6,3 por cento, para 102,58 dólares, por exemplo, teve o maior ganho porcentual entre as companhias incluídas no S&P 500. Ela foi a mais recente empresa a anunciar um dividendo desse tipo.

A movimentação do mercado marcou o segundo pregão consecutivo ditado por declarações de um parlamentar de renome. Na terça-feira, as ações caíram após um pronunciamento considerado negativo do líder da maioria no Senado, o democrata Harry Reid.

O mercado tem oscilado há semanas com base em notícias de Washington, com as variações desta quarta-feira novamente destacando a importância atribuída por Wall Street à busca por uma solução para evitar uma série de aumentos de impostos e cortes de gastos que podem derrubar a economia norte-americana para uma nova recessão.