Ações asiáticas sobem com esperanças de acordo nos EUA

quinta-feira, 29 de novembro de 2012 07:51 BRST
 

TÓQUIO, 29 Nov (Reuters) - As ações asiáticas atingiram os maiores níveis em mais de três semanas nesta quinta-feira, com uma melhora do sentimento depois que um legislador sênior dos Estados Unidos disse estar "otimista" sobre alcançar um acordo antes do final do ano para evitar uma crise fiscal.

Às 7h42 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne mercados da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão avançava 1,12 por cento, depois de ter interrompido uma sequência de sete dias consecutivos de ganhos na quarta-feira com uma queda de 0,3 por cento.

O índice Nikkei do Japão também avançou 1 por cento, recuperando-se do menor nível de fechamento em uma semana da sessão anterior, devido ao otimismo sobre as negociações do orçamento norte-americano e um iene mais fraco.

As ações australianas subiram 0,68 por cento, para o maior nível em três semanas, apoiadas por bancos e ganhos na mineradora global Rio Tinto, após suas perspectivas otimistas sobre a China e promessas de cortes de custos. As ações de Xangai caíram 0,51 por cento.

Os ganhos foram limitados, no entanto, com movimentos atribuídos a posições de ajuste antes do fechamento de portfólio do final do ano, ao passo que os investidores estão relutantes para fazer apostas dada a falta de clareza sobre as perspectivas das negociações orçamentárias nos Estados Unidos, assim como sobre o crescimento global.

"Há menos notícias negativas, mas também há poucas notícias decisivamente positivas, deixando os investidores entrando e saindo de ativos que foram muito comprados ou muito vendidos, mas basicamente mantendo suas posições mais ou menos neutras em qualquer ativo que compram", afirmou o presidente-executivo do Fukoku Capital Management, Yuuki Sakurai.

As ações norte-americanas saltaram na última sessão depois que o presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, John Boehner, expressou otimismo de que os republicanos podem chegar a um acordo com a Casa Branca para evitar medidas de austeridade no final do ano.

O índice de Seul encerrou em alta de 1,15 por cento, o mercado avançou 0,99 por cento em Hong Kong e a bolsa de Taiwan subiu 0,92 por cento. Cingapura, por sua vez, teve ganhos de 1,13 por cento.

(Reportagem de Chikako Mogi; reportagem adicional de Rujun Shen e Melanie Burton em Cingapura e Clement Tan em Hong Kong)