Abertis fará OPA pelos 40% restantes da OHL Brasil dentro de semanas

terça-feira, 4 de dezembro de 2012 08:15 BRST
 

4 Dez (Reuters) - O grupo espanhol de infraestrutura Abertis e o fundo canadense Brookfield anunciaram nesta terça-feira que farão uma oferta pública de aquisição (OPA) obrigatória pelos 40 por cento restantes da concessionária de rodovias OHL Brasil nas próximas semanas, após concluírem mais cedo a compra de 60 por cento da companhia brasileira.

A conclusão da aquisição dos 60 por cento da OHL Brasil foi acertada em acordo de 2,5 bilhões de euros (3,3 bilhões de dólares). A legislação brasileira obriga agora as empresas a lançar a oferta.

A operação envolve nove concessões rodoviárias no Brasil, num total de 3.226 quilômetros, que inclui um corredor que vai de Santa Catarina e passa por Paraná e São Paulo até Minas Gerais.

A OPA será feita nos mesmos termos da operação encerrada nesta terça-feira e não busca atrair interesse de investidores, que não terão prêmio sobre os preços atuais, receberão uma combinação de ações da Abertis (dois terços) e dinheiro e, além disso, terão que manter os papéis em carteira por pelo menos 12 meses.

"Nós gostaríamos que o maior número de investidores não participasse da oferta", reconheceu o diretor financeiro da Abertis, José Sljaro, acrescentando que a intenção do grupo era manter OHL no Brasil como companhia listada.

Abertis e Brookfield formalizaram nesta terça-feira a compra da Partícipes de Brasil da espanhola OHL em troca por ações da Abertis e dívida de 504 milhões de euros.

Com isso, a OHL se torna acionista da Abertis, passando a controlar 15 por cento do capital e assegurando representação no conselho.

Segundo a Abertis, os ativos da OHL Brasil aportarão 470 milhões de euros em Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) a partir de 2013.

(Por Carlos Ruano)