Índices dos EUA caem na ausência de avanços ante abismo fiscal

terça-feira, 4 de dezembro de 2012 20:24 BRST
 

Por Ryan Vlastelica

NOVA YORK, 4 Dez (Reuters) - Os principais índices acionários norte-americanos fecharam com leve baixa nesta terça-feira em um pregão contido, já que o status atual das discussões sobre o abismo fiscal deu aos investidores poucos motivos para agir.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 0,11 por cento, para 12.951 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 0,17 por cento, para 1.407 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,18 por cento, para 2.996 pontos.

Apenas 5,86 bilhões de ações foram negociadas na bolsa de valores de Nova York, na Nasdaq e no NYSE MKT, pouco abaixo da média diária do ano de 6,48 bilhões de papeis.

O índice CBOE de volatilidade, ou VIX, fechou a 17,13 pontos, com alta de 2,9 por cento. O índice, que é um importante termômetro da ansiedade de investidores, não supera 20 pontos desde julho.

O otimismo sobre avanços nas negociações para se evitar o iminente abismo fiscal, conjunto de aumentos de impostos e cortes de gastos automáticos, sofreu um golpe após declarações do presidente Barack Obama nesta terça-feira.

Obama rejeitou uma proposta republicana para resolver a crise e classificou-a como "desequilibrada", dizendo ainda que qualquer acordo precisa incluir um aumento nos impostos para os norte-americanos mais ricos.

"As pessoas não sabem se o que está acontecendo é postura política ou verdadeiras negociações que representam progresso", disse o diretor administrativo e economista-chefe global do Economic Outlook Group em Princeton, Nova Jersey, Bernard Baumohl.

Expectativas de impostos mais altos sobre dividendos a partir de 2013 levaram muitas companhias a pagar dividendos especiais neste ano ou adiantar seus próximos pagamentos a investidores.

A Coach se juntou à lista, ao antecipar a data de seu próximo pagamento de dividendos, e a notícia impulsionou os papéis da fabricante de artigos de luxo em couro mais cedo na sessão. No fim do pregão, no entanto, a ação da Coach teve baixa de 1,2 por cento, para 57,52 dólares.

Um dos setores de melhor performance no S&P 500 foi o de saúde, considerado um grupo defensivo, com alta de 0,19 por cento.