Santander e Citi fazem demissões no Brasil

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012 18:51 BRST
 

SÃO PAULO, 5 Dez (Reuters) - O Santander Brasil e o Citigroup estão fazendo demissões no Brasil, embora tenham evitado mencionar números.

No caso do Citigroup, os cortes fazem parte de um programa global do conglomerado norte-americano de eliminar 11 mil pontos de trabalho par economizar 1,1 bilhão de dólares por ano.

No Brasil, as medidas resultarão no fechamento de 14 das 198 agências do banco. O grupo tem cerca de 7 mil funcionários no país.

"O objetivo é concentrar clientes e funcionários em agências com melhor estrutura e capacidade de atendimento", informou o Citi, em nota.

Já o Santander vem sendo alvo de protestos de Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), que acusa a filial do banco espanhol no Brasil de fazer demissões em massa no país.

"Eles já demitiram mil. Até sexta-feira, o número deve subir para cinco mil demissões", disse à Reuters Ademir Wiederkehr, secretário de imprensa da Contraf.

O banco, que tem cerca de 55 mil empregados no país, evitou falar em números, embora tenha admitido que está realizando demissões.

"O Santander está procedendo um ajuste em sua estrutura de forma a adequá-la ao contexto competitivo da indústria", afirmou o banco, em nota.

(Por Aluísio Alves)