Cetip está preparada para virar bolsa, diz presidente

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012 20:54 BRST
 

Por Guillermo Parra-Bernal e Silvio Cascione

SÃO PAULO, 5 Dez (Reuters) - A Cetip está preparada para se tornar uma bolsa de valores caso reguladores decidam que derivativos só possam ser negociados nesse ambiente, disse o presidente da maior câmara de compensação da América Latina, nesta quarta-feira.

O diretor financeiro da companhia, Francisco Carlos Gomes, disse que as despesas necessárias para criar uma contraparte central para derivativos, que seria a primeira etapa na criação de uma bolsa, não superariam o equivalente a 10 por cento da receita líquida.

Mesmo após a Cetip reiterar que não quer competir diretamente com a operadora de bolsa BM&FBovespa, as declarações destacam os benefícios de tentar entrar um mercado onde uma média de mais de 6 bilhões de dólares em ações e derivativos são negociados diariamente.

A BM&FBovespa disse que quer entrar em segmentos como registro de instrumentos de dívida, um mercado que a Cetip há muito domina.

Enquanto isso, a plataforma da Cetip para a resolução de transações de derivativos de balcão está num "estágio bastante avançado", acrescentou Gomes.

Os executivos também disseram que estão mais inclinados a usar caixa para reduzir dívida, que parece alta em relação ao perfil da companhia, do que comprar ações e impulsionar os preços dos papéis.

"Pagando CDI mais dois pontos percentuais parece alto para mim, dado que a companhia é um forte credor, tem um nome forte", disse Luiz Fernando Fleury, que deixará o cargo de presidente-executvo no próximo ano.

A ação da Cetip acumulou perda de mais de 12 por cento até agora neste ano em meio a um período difícil para os mercados de crédito e dívida brasileiros.

Os bancos estão reduzindo suas operações de financiamento de veículos após a inadimplência no segmento atingir uma máxima recorde, prejudicando o lucro da Cetip no terceiro trimestre.