Tombini reforça que Selic estável levará inflação para a meta

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012 22:08 BRST
 

BRASÍLIA, 6 Dez (Reuters) - O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, disse nesta quinta-feira que manter a taxa básica de juros em 7,25 por cento ao ano por um período prolongado é suficiente para levar a inflação para a meta.

"A estratégia adequada para trazer a inflação para a meta é manter a estabilidade das condições monetárias por um período suficientemente prolongado, como está escrito na ata (do Copom)", afirmou Tombini a jornalistas ao deixar reunião de ministros das Finanças e presidentes de bancos centrais do Mercosul.

A ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que decidiu manter a taxa básica de juros em 7,25 por cento ao ano, indicou que a Selic ficará estável por bastante tempo.

O Copom afirmou ainda na ata que o cenário para preços é favorável e reafirmou que a inflação tende a se deslocar na direção da trajetória das metas.

Apesar de recentemente mostrar sinais de arrefecimento, a inflação ainda deve ficar bem acima do centro da meta do governo, de 4,5 por cento pelo IPCA, neste e no próximo ano.

O comentário de Tombini contradiz projeções que apontam para reduções na Selic no futuro por conta da economia ainda muito fraca. As equipes de economistas do Santander, do Barclay's e do Itaú BBA, por exemplo, apostam na taxa em 6,25 por cento ao ano.

(Reportagem de Tiago Pariz)