Yara vê espaço para novas aquisições no Brasil

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012 16:35 BRST
 

Por Fabíola Gomes

SÃO PAULO, 7 Dez (Reuters) - A compra de ativos de fertilizantes da Bunge pela Yara abre espaço para novas aquisições da companhia norueguesa no Brasil, tanto em distribuição como em produção, disse nesta sexta-feira o vice-presidente sênior da Yara Internacional, Egil Hogna.

Segundo ele, as novas oportunidades de crescimento no Brasil poderão vir, provavelmente, na área de produção, diante da crescente demanda por adubos no país.

"Nossa experiência no Brasil mostra que o país é um país dinâmico e de rápido crescimento... E neste mercado dinâmico e competitivo, talvez, novas oportunidades de crescimento no Brasil poderão vir da área de produção", disse Hogna em conferência de imprensa para comentar a aquisição de ativos da Bunge.

Ele ressalta que a operação com a Bunge torna esta expansão ainda mais promissora, uma vez que o negócio inclui vasta rede de distribuição no Brasil.

O Brasil, quarto mercado de fertilizante no mundo, é aquele que tem o maior crescimento e também o de maior potencial para vendas do setor, acrescentou Hogna, referindo-se ao potencial agrícola do país num cenário de crescente demanda por alimentos.

"A demanda por fertilizantes no Brasil cresce de 3 a 4 por cento ao ano, mais de 1 milhão de toneladas por ano. A cada cinco anos o Brasil precisa de uma 'nova Bunge' em fornecimento", disse o presidente da Yara Brasil, Lair Vianei Hanzen, em entrevista a jornalistas.

Hanzen acrescentou que a Yara neste último ano vem crescendo acima desta média do mercado, mas evitou detalhar o percentual de aumento registrado pela Yara.

MERCADO   Continuação...