PRÉVIA-Estoques de milho nos EUA devem subir com exportações fracas

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012 16:35 BRST
 

Por Mark Weinraub

CHICAGO, 7 Dez (Reuters) - Os estoques norte-americanos de milho devem subir em 2,5 por cento devido a uma fraca demanda por exportação, mostrou uma pesquisa da Reuters, mas as reservas devem permanecer no menor nível dos últimos 17 anos devido a uma seca que danificou profundamente as lavouras neste ano.

Quanto aos grãos de soja, no entanto, os estoques vão cair para seu menor volume desde o ano comercial de 2003/04 (setembro/agosto), em meio a um forte ritmo de exportações, especialmente para a China, principal comprador global.

O Departamento de Agricultura norte-americano deve divulgar seu relatório mensal sobre oferta e demanda mundial na terça-feira, 11 de dezembro, às 11h30 (horário de Brasília).

A média dos estoques finais de milho nos EUA estimada em uma pesquisa da Reuters com 20 analistas ficou em 663 milhões de bushels, uma alta ante a previsão de 647 milhões do USDA.

Sobre os estoque de trigo no país, a estimativa ficou em 712 milhões de bushels, ante previsão do governo de 704 milhões em novembro. Já a soja apresentaria uma queda de 10 milhões de bushels ante o relatório de novembro, para 130 milhões, segundo a pesquisa.

Mesmo com o esperado aumento aos estoques finais de milho, a oferta ainda estaria em seu nível mais apertado desde o final do ano-safra de 1995/96, devido à forte seca.

Mundialmente, os analistas estimaram os estoques finais de milho em 118,006 milhões de toneladas, uma alta ante 117,990 milhões vistas pelo USDA em novembro.

O trigo cairia para 173,435 milhões de toneladas ante as 174,180 previstas anteriormente, e a soja ficaria em 59,409 milhões, uma queda ante as 60,020 projetadas no mês anterior.

A atual previsão do USDA superestima a demanda por milho e trigo norte-americano no mercado de exportações, disseram analistas. A demanda por ambas commodities tem sido menor por conta dos altos preços a elas atribuídas.

(Reportagem de Mark Weinraub)