Nissan avalia centro de pesquisa no Brasil de até R$400 milhões

terça-feira, 11 de dezembro de 2012 14:45 BRST
 

RIO (Reuters) - A Nissan pretende construir um centro de pesquisa e tecnologia no Brasil que consumirá entre 300 milhões e 400 milhões de reais, afirmou nesta terça-feira o presidente do grupo japonês no Brasil, François Dossa.

Segundo o executivo, que foi indicado para o cargo em novembro, a idéia é construir o centro tecnológico no Rio de Janeiro ou em São Paulo. "Ainda estamos fechando o projeto , mas o valor será perto disso", disse ele a jornalistas em evento na capital fluminense.

A Nissan está investindo 2,6 bilhões de reais na construção de uma fábrica de automóveis em Resende (RJ) com capacidade para 200 mil veículos por ano a partir de 2014.

Dossa disse que a Nissan espera fechar 2012 com salto de 67 por cento e m suas vendas no Brasil ante um mercado que deve crescer 5 por cento, segundo a associação do setor (Anfavea). A maioria das vendas é proveniente de importações da unidade mexicana da montadora, já que a marca atualmente produz alguns modelos compartilhando uma fábrica no Paraná com a aliada Renault.

Para 2013, Dossa aposta em um crescimento de vendas da Nissan de 15 por cento no Brasil. "Será um crescimento muito bom ainda que não tão forte quanto o de 2011", frisou ele.

A previsão do executivo para o mercado brasileiro de veículos é de uma expansão de 2 por cento em 2013, abaixo do desempenho previsto para o Produto Interno Bruto (PIB).

"Isso vai acontecer porque imaginamos que não vai haver prorrogação do (desconto no Imposto sobre Produtos Industrializados)", disse ele.

Na semana passada, a Ford anunciou que espera crescimento de 2 a 4 por cento nas vendas de veículos novos no Brasil em 2013.

(Por Rodrigo Viga Gaier)