Justiça condena Eletropaulo a pagar R$1,3 bi à Eletrobras

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012 11:41 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A AES Eletropaulo foi condenada a pagar à Eletrobras 1,3 bilhão de reais relativos a um contrato de financiamento acertado na década de 1980, informou nesta sexta-feira a distribuidora paulista de energia elétrica.

O mercado reagiu mal ao anúncio e as ações da Eletropaulo caíam 7,5 por cento na Bovespa às 11h27, enquanto o Ibovespa tinha alta de 0,45 por cento. No pior momento, a ação chegou a ser negociada em queda de 9,3 por cento.

"É mais uma notícia negativa e o mercado está reagindo mal a isso", disse um analista de uma corretora paulista que pediu para não ser identificado. "Se isso se confirmar, trata-se de uma despesa significativa que não estava prevista, num momento em que a geração de caixa já foi afetada pela revisão tarifária neste ano", acrescentou.

Segundo a Eletropaulo, a decisão da 5a Vara da Comarca do Rio de Janeiro determinou que a empresa é "integralmente responsável pelo pagamento à Eletrobras da diferença de correção de saldo" do contrato de financiamento assinado em 1986. Na época, a empresa era controlada pelo governo do Estado de São Paulo.

A disputa sobre a responsabilidade do pagamento à Eletrobras também envolve a Cteep, cujas ações exibiam alta de 0,64 por cento.

A Eletropaulo informou que vai recorrer e que a decisão "no momento" não afeta seus resultados. "Nossos assessores legais estimam que a companhia tem boas chances nos recursos que serão interpostos e, com relação ao processo, a avaliação de perda permanece inalterada", afirmou a Eletropaulo em comunicado.

Procurada, a Eletropaulo informou que deve realizar uma teleconferência para analistas e investidores sobre o assunto às 16h desta sexta-feira.

(Por Alberto Alerigi Jr., reportagem adicional de Danielle Assalve)