Líderes franceses perdem popularidade após acordo da Mittal

domingo, 16 de dezembro de 2012 15:57 BRST
 

Por John Irish

PARIS, 16 Dez (Reuters) - Os índices de aprovação do presidente francês, François Hollande, e do primeiro-ministro, Jean-Marc Ayrault, bateram novas mínimas em dezembro, segundo uma pesquisa, com os eleitores de esquerda mostrando seu descontentamento com a condução da economia pelo governo.

O governo de Hollande tem enfrentado críticas sobre as táticas que usou durante uma batalha de dois meses sobre o futuro da siderúrgica da planta de Florange, da ArcelorMittal, o que irritou os investidores na segunda maior economia da zona do euro e confundiu os sindicatos da França.

Sua administração também está se esforçando para parar uma perda de empregos industriais, enquanto busca reduzir os gastos públicos e aumentar impostos para ajudar a reduzir a dívida no contexto de uma economia estagnada.

O apoio ao presidente caiu quatro pontos percentuais para 37 por cento em dezembro, a pior classificação desde que se tornou o primeiro presidente socialista da França em 17 anos em maio, de acordo com uma sondagem IFOP publicada por jornal semanal Le Journal du Dimanche.

O primeiro-ministro Ayrault, que chegou a um acordo com a ArcelorMittal para salvar os empregos no mês passado, mas foi criticado sobre a forma como o processo foi gerido, viu seus índices caírem oito pontos para 35 por cento, ficando abaixo de Hollande pela primeira vez.

O vice-gestão IFOP o diretor Frederic Dabi disse que só o ex-presidente Jacques Chirac alcançou classificações tão baixas ao final de seu primeiro ano no poder, com 30 por cento em 1995.

"Eles estão pagando pela crise, queda do poder de compra, aumento do desemprego e Florange ressalta isso", disse. "Há decepção na esquerda e extrema má vontade da direita. Seus (governo) métodos estão causando raiva."

A pesquisa IFOP mostrou que Hollande e Ayrault perderam popularidade entre os eleitores de extrema-esquerda (queda de 13 e 17 pontos, respectivamente) e os eleitores "verdes" (queda de 6 e 11 pontos).   Continuação...

 
Popularidade do presidente francês François Hollande e do primeiro-ministro do país, Jean-Marc Ayrault, atingiram os piores índices já registrados desde o começo do governo. 14/12/2012 REUTERS/Sebastien Pirlet